Melhores vinhos chilenos que fazem sucesso no mundo todo

Melhores vinhos chilenos que fazem sucesso no mundo todo

Sem dúvida, é difícil escolher os melhores vinhos chilenos. Afinal de contas, o Chile produz alguns dos melhores vinhos do mundo – entre os melhores vinhos chilenos, estão nomes como Don Melchor e Seña. Contudo, é a diversidade de estilos que realmente anima os fãs de vinho, ajudados pela infinidade de vales e tipos de solo do Chile.

Por exemplo, é tão comum encontrar um bom Cabernet no Chile um bom Pinot Noir, Merlot ou Chardonnay, sem mencionar o cartão de visita do país: o vinho Carménère.

História da vinificação chilena

Para falarmos dos melhores vinhos chilenos, não podemos ignorar a história da vinificação chilena, que possibilitou tantas safras de qualidade. Sem dúvida, o Chile tem uma longa história de produção de vinho, que remonta aos conquistadores e missionários espanhóis.

Isto é, estes introduziram videiras na década de 1550 e produziram o ancestral da uva Pais (também conhecida como a uva chilena mais plantada até o século 21). Mas, apesar das origens espanholas, os melhores vinhos chilenos foram mais fortemente influenciados pelos franceses.

Afinal, em meados do século dezenove, a França (especificamente Bordeaux) era aparentemente um local de férias popular para os chilenos ricos que, inspirados por suas viagens, começaram a importar e plantar vinhas francesas para produzir variedades como Cabernet Sauvignon e Carmenère.

A partir desta história, o Chile emergiu como uma potência produtora de vinho, ocupando o quinto lugar no mundo em exportação de vinho e sétimo em produção. Por isso, não é de se espantar que a adega dos melhores vinhos chilenos esteja cheia!

 

Geografia e clima vinícola do Chile

De fato, o Chile é um país longo e estreito. Ou seja, o Chile é dominado pelas montanhas dos Andes, a leste, e pelo Oceano Pacífico, a oeste, com a maioria das vinhas localizadas ao longo de uma faixa de oitocentas milhas que percorre toda a extensão do país.

Devido à sua estrutura longa e fina, o clima do Chile varia drasticamente de quente e seco perto do equador para fresco e úmido à medida que as regiões vinícolas se aproximam do polo sul.

No sul do Chile, por exemplo, os produtores de vinho também enfrentam a corrente de Humboldt – uma corrente oceânica fria que flui para o norte ao longo da costa oeste da América do Sul, trazendo ar frio e um risco aumentado de geada.

Como é o caso em qualquer país, a colocação de vinhedos é outro fator importante na produção dos melhores vinhos chilenos. No Chile, a elevação e a proximidade dos Andes determinam a duração da faixa diurna (o tempo entre as partes mais quentes e frias do dia). Uma ampla variedade diurna é uma qualidade valiosa na localização de uma vinha, pois as noites frias ajudam as uvas a manter sua acidez e reduzir o risco de amadurecimento excessivo.

Apesar de suas complicações, a diversidade geográfica do Chile tem sido um dos maiores ativos de vinificação do país, responsáveis por dar origem aos melhores vinhos chilenos.

O oceano, o deserto e as montanhas circundantes tornam o país menos acessível que outras partes do mundo – principalmente da praga da filoxera (pulgão), que destruiu a maioria das vinhas da Europa no final do século XIX.

Lembra da influência francesa? Não foi tudo resultado das férias de chilenos ricos. Com os vinhedos destruídos pela filoxera, muitos vinicultores franceses buscaram refúgio na América do Sul.

A filoxera continua a ameaçar as videiras europeias em outras partes do mundo e pode ser tributada financeiramente para os produtores de vinho que precisam cultivar videiras resistentes à filoxera mais caras. Sem essa preocupação, os produtores chilenos podem manter seus vinhos a preços razoáveis. Isso, sem dúvida, aumenta a popularidade de suas produções da receita de bolo de cerveja.

Variedade de vinhos chilenos

Mais de vinte variedades de uva (principalmente espanhola e francesa) são cultivadas em quatro principais regiões produtoras de vinho no Chile, de norte a sul. São elas: Coquimbo, Aconcágua, Vale Central e Região Sul.

Enquanto cada região produz variedades de vinho diferentes, os melhores vinhos chilenos são conhecidos como Cabernet Sauvignon, Chardonnay, Bordeaux Blends, Carménère, Syrah e Pinot Noir. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um abaixo!

 

Melhores vinhos chilenos

Cabernet Sauvignon chileno

Cabernet Sauvignon é a variedade de uva mais plantada no Chile. O Cabernet Sauvignon chileno é geralmente um estilo mais leve e menos tânico, com sabores suculentos de cereja, ameixas, pimentão e hortelã. Sem dúvida, a versão chilena é mais fácil de beber do a do Cabernet Sauvignon original.

Chardonnay chileno

O Chardonnay está entre os melhores vinhos chilenos. Afinal, oferece sabores de frutas tropicais com abacaxi, manga e maracujá, semelhantes a um Chardonnay da Califórnia. A presença climática e costeira do Chile dá ao vinho uma explosão extra de acidez, tornando o chileno Chardonnay mais saboroso e menos refrescante do que seus primos californianos.

Bordeaux chileno

Como você já sabe, os melhores vinhos chilenos foram bastante influenciados pela vinificação francesa. Não é de surpreender que o Chile cultive muitas variedades francesas e as misture de maneiras tipicamente francesas. Cabernet Sauvignon, Merlot, Carménère, Petit Verdot, Malbec e às vezes Syrah são combinados para criar a versão chilena do Bordeaux vermelho.

Carménère chileno

O Carménère é um dos melhores vinhos chilenos, sendo também um dos mais populares e identidários do país. O Carménère do Chile tem um perfil semelhante ao Merlot, com frutas de ameixa e cereja preta. No entanto, se distingue com uma forte presença de pirazina. As pirazinas são compostos aromáticos que inspiram pimentão em um vinho. Carménère combina incrivelmente bem com comida, dada a complexidade em seu perfil, assim como as melhores cervejas sem glúten.

Pinot Noir chileno

O Pinot Noir chileno também pode não poderia ficar de fora de uma lista dos melhores vinhos chilenos. Afinal de contas, esse vinho traz sabores de cereja preta, ameixas, especiarias sutis e um acabamento super cremoso. De fato, o Pinot Noir do Chile é geralmente redondo e suave com baixo tanino, o que reflete em uma bebida fácil e deliciosa.

Gostou de conhecer alguns dos melhores vinhos chilenos? Não perca tempo em experimentá-los e se surpreender com seus sabores marcantes!